Arquitetura equestre: Haras, hipicas e fazendas (parte 1)

Quem me conhece sabe que sou apaixonada por arquitetura e também cavalos! Meu trabalho final de graduação foi um centro de equoterapia e vi que pouca coisa se encontra relacionada ao tema arquitetura para equinos (cavalos) no Brasil. O arquiteto John Blackburn do escritório Blackburn Architects com sede em Washington, DC, se especializou no assunto e vou compartilhar aqui algumas dicas para quem quer mais informações relacionadas a arquitetura equestre!

ARQUITETURA EQUESTRE - PISTA HIPISMO E COCHEIRAS

ARQUITETURA EQUESTRE - HARAS POLO HIPISMO

ARQUITETURA EQUESTRE - PISTA HIPISMO INDOOR

Assim que você tira um cavalo da natureza e o coloca em um estábulo, está assumindo uma responsabilidade. Um pavilhão de cocheiras funciona como a Mãe Natureza, você controla o meio ambiente e a saúde do animal. Se não for feito corretamente, corre o risco de prejudicar a saúde do cavalo.

ARQUITETURA EQUESTRE - PISTA HIPISMO E COCHEIRAS ESTRUTURA METALICA

ARQUITETURA EQUESTRE - PISTA HIPISMO E SEDE

Ao longo dos anos, muitos arquitetos não se atentam ao fato de que o fluxo de ar, iluminação e posicionamento relativo a brisa que prevalece são fatores cruciais na definição da saúde de um estábulo. Por exemplo, o tradicional pavilhão de cocheiras com corredor central aberto nas laterais, geralmente projetado por arquitetos que não estão familiarizados com cavalos, faz as doenças transmitidas pelo ar a fluir em linha reta ameaçando cada cavalo na corrente de ar do animal infectado. O ideal é alterá-lo em função da aerodinâmica. Isso faz com que o ar fique limpo e os cavalos felizes, afirma Blackburn.

ARQUITETURA EQUESTRE - COCHEIRAS

ARQUITETURA PARA CAVALOS - COCHEIRAS MADEIRA E QUARTO DE SELA

ARQUITETURA PARA CAVALOS - COCHEIRAS

Seus estábulos em regiões mais quentes são de concreto, já que o material se mantém com uma temperatura agradável e longe de cupins. Além disso a maioria dos seus projetos contemplam aberturas zenitais, que fazem a exaustão do ar quente através do efeito chaminé e “puxam” o calor do chão. O calor subindo tem-se uma ventilação natural, mantendo os cavalos confortáveis. Cavalos suportam melhor o frio que o calor.

ARQUITETURA PARA CAVALOS - HARAS HIPICA E FAZENDAS

ARQUITETURA PARA CAVALOS - HARAS CENTRO HIPICO E FAZENDAS

“A requintada atenção aos detalhes que John Blackburn mostra em seus projetos é excelente. De pé-direito alto, iluminação natural e conforto, todos os cavalos devem viver como reis e rainhas. Não é uma desordem extravagante, mas sim a idéia de um design limpo e simples. Afinal, os animais também merecem luxo assim como nós “, disse Ashley Cline de EquestrianStylist.com.

ARQUITETURA EQUESTRE - CONFORTO TERMICO

ARQUITETO CENTRO HIPICO

ARQUITETURA HARAS FAZENDA POLO HIPISMO QUARTO DE MILHA

Continuação clique aqui – Arquitetura Equestre – haras, hípicas e fazendas (parte 2)

Quer ver mais artigos sobre arquitetura equestre? Confira o site oficial sobre o tema:  http://www.arquiteturaequestre.com.br/

Fonte: Washingtonpost , Equestrian Stylist

4 Thoughts on “Arquitetura equestre: Haras, hipicas e fazendas (parte 1)

  1. Ane Venturini on 10/02/2017 at 17:26 said:

    Amei as orientações e dicas!
    Aprendi mais hoje e aula foi de vocês!
    Sucesso!

  2. Lindo trabalho.

  3. Nathália Real on 03/04/2017 at 23:57 said:

    Que maravilhoso! Faço graduação na UFRRJ de Arquitetura e Urbanismo e adorei a abordagem, além da tecnologia de luz solar implantada em alguns galpões. Crio QM e também penso neste tema para o meu TCC.
    Como me aprofundar? Gostaria de saber mais.

  4. Anônimo on 25/04/2017 at 10:08 said:

    Lindoooo mesmo esse lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post Navigation